Eletroposto no Paraná permite recarga rápida e gratuita para carros elétricos

O governador Beto Richa e o prefeito Rafael Greca assinaram com o presidente da Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel), Antonio Guetter, um protocolo de intenções para formalizar a cooperação técnica e científica em projetos de novas energias e energias renováveis para Curitiba.

 

A assinatura foi nesta terça-feira (27/3), em Curitiba, na ocasião em que a Copel inaugurou o primeiro eletroposto na primeira eletrovia do país (BR-277), que irá de Paranaguá a Foz do Iguaçu. O documento vale por um período de dois anos.

 

“Quero utilizar a expertise da Copel em favor da nossa cidade”, destacou Greca. Entre os projetos que podem ser viabilizados com a parceria, enumerou Greca, estão a instalação de uma planta de energia no Palácio 29 de Março (prédio central da Prefeitura), uma pequena hidrelétrica no vertedouro do Parque Barigui, uma usina de compostagem para podas vegetais e o aproveitamento do gás que emana do aterro da Caximba.

 

Para a secretária Municipal do Meio Ambiente, Marilza Dias, o protocolo consolida a parceria entre Prefeitura e Copel, que já estão trabalhando pela eficiência energética e na implantação de energia limpa na cidade. “A previsão é de que o sistema do Palácio 29 de Março já seja criado ainda neste ano”, contou Marilza.

 

Em seu pronunciamento, o prefeito lembrou da entrega das primeiras casas com placas de captação solar, dentro do projeto Cohab Solar, também nesta terça-feira, no Santa Cândida.

 

“Aqui reunidos nos 325 anos de Curitiba, celebramos a ideia de darmos passos à frente para a eficiência energética, de sermos uma cidade inteligente em um Paraná inteligente e em um Brasil que sonhamos que seja justo e bem governado”, disse Greca.

 

Eletrovia

 

A primeira eletrovia e o seu primeiro eletroposto foram inaugurados no evento desta terça. Serão oito eletropostos ao longo da rodovia BR-277, de Paranaguá até Foz do Iguaçu, permitindo a recarga gratuita de carros elétricos.

 

“É um projeto inovador, que atenderá veículos elétricos em uma rodovia muito importante do Paraná, garantindo abastecimento do Porto de Paranaguá às Cataratas do Iguaçu”, disse o governador Beto Richa.

 

“A troca de carros convencionais por carros elétricos é uma etapa importante da transformação que acontecerá no setor energético nos próximos anos”, completou o presidente da Copel, Antonio Guetter.

 

Cada eletroposto terá 50 kVA (kilovoltampere) de potência – o equivalente a dez chuveiros elétricos ligados ao mesmo tempo – e três tipos de conectores próprios para atender os modelos de carros elétricos ou híbridos disponíveis no Brasil.

 

As estações serão todas de carga rápida e gratuita: levará entre meia e uma hora para carregar 80% da bateria da maioria dos carros elétricos. Esses modelos rodam de 150 a 300 quilômetros a cada carga. A Copel está investindo R$ 5,5 milhões no projeto.

 

Greca elogiou a ideia e os profissionais que trabalham na Copel. “É com alegria que estou aqui neste ato, nesta casa que orgulha Curitiba. O momento da criação da primeira eletrovia do Brasil também é o da entrada de Curitiba no caminho da eficiência energética”, comemorou.

 

Fonte: Ambiente Energia