Egídio Serpa - Energia: sol e vento substituem a água


 

Faltando 21 minutos para a meia noite de segunda-feira, 12, a geração de energia eólica no Nordeste - graças às rajadas de vento que no litoral nordestino registraram 44 km/h naquela hora - bateu um recorde, chegando à marca de 9.240 MW, ou 4,47% a mais do que a do recorde anterior, assinalado às 9 horas do dia 18 de novembro do ano passado. Fernando Ximenes, dono da cearense GramEollic, empresa especializada em energia, diz que o novo recorde, com fator de potência de 73,27%, abasteceu 94,5 da demanda do Nordeste brasileiro que naquele momento registrava 9.800 MW/h de consumo de energia.

 

Estas informações confirmam a boa tendência de que no curto prazo - cinco anos, no máximo - as fontes renováveis de energia elétrica (solar e eólica) substituirão as hidrelétricas da Chesf, cuja água servirá para o abastecimento humano e animal e para a produção de alimentos via agricultura irrigada. Outra boa notícia é a da rápida e crescente redução dos custos de geração de energia solar, cujos painéis fotovoltaicos começam a ser produzidos no Brasil.

 

Em tempo: os ministérios do Desenvolvimento Regional e de Minas e Energia deram-se as mãos e prometem investir juntos na promoção de leilões de energia solar para a instalação de usinas ao longo das margens dos canais Leste e Norte do Projeto S. Francisco de Integração de Bacias. Tudo, no mais tardar, até meados do próximo ano. A conferir.

 

Comprando:

Rede de academias de ginástica, a Central do Corpo, tocada pelo empresário Luís Eugênio Pontes, adquiriu a operação da Academia Master Personalizada. Com essa aquisição, a Central do Corpo passa a impulsionar o Beach Tênis, esporte que cresce no mundo todo, principalmente na Itália, líder, e no Brasil, vice. A Central do Corpo também promove ação social na Comunidade do Gengibre, cujas crianças carentes recebem atendimento de seus professores e alunos.

 

Sem funcionar:

Um consultor em agropecuária revela: 75% dos poços perfurados pelo Dnocs no interior do Ceará, nos últimos anos, não funcionam. Motivo: não há, até agora, a respectiva rubrica orçamentária que permita ao Dnocs fazer a aquisição e a instalação da correspondente motobomba, sem a qual o poço seguirá com está: sem serventia. É algo que seria inacreditável em outros países. No Brasil, é uma coisa muito natural.

 

Vem aí, no próximo dia 23, o Festival Costume Saudável. Várias famosas marcas aderiram ao evento, entre as quais Unimed Fortaleza, Betânia, Avine, Frutã e Naturis. O festival, como das vezes anteriores, será realizado no amplo estacionamento do RioMar, e envolverá uma diversidade rica, da tapioca ao cosmético

 

Pequena empresa localizada na rua Capitão Vasconcelos, no bairro da Aerolândia, protesta: a Cagece mandou-lhe neste mês a conta de água, cuja taxa de esgoto trouxe um valor duas vezes maior. Uma coisa tem estreita relação com a outra. Não é a primeira vez que se registra protesto contra contas da Cagece 

 

Fonte: Cerpch

Link Para Notícia: http://www.cerpch.org/cerpch/front_end/noticia.php?id=753