Nesse tipo de usina elétrica são utilizadas placas fotovoltaicas, que convertem a energia da luz do sol em energia elétrica. As maiores usinas solares fotovoltaicas localizam-se em regiões planas que têm bastante incidência solar durante o ano.

Até o advento da nova regulamentação da Geração Distribuída no Brasil, as pequenas centrais fotovoltaicas eram as únicas que podiam ser usadas para “compensar” a energia consumida, pois a legislação ainda não tinha aberto essa possibilidade para as demais fontes renováveis, desde que até 3 MW para as CGHs e até 5 MW para as outras.

Assim, as fotovoltaicas de pequeno porte podem ajudar a completar a necessidade de energia de um consumidor a custos inferiores aos que algumas concessionárias cobram de seus clientes,

Já para as grandes centrais fotovoltaicas é necessário o uso de muitas placas e de uma área muito grande para instalá-las.

Por não continuarem produzindo energia após o por do sol elas possuem uma eficiência  ainda baixa ( 17 a 20% ) se comparada com as PCHs, CGHs, ou com as térmicas a biomassa, a biogás e até mesmo com as eólicas.

Proprietários de área com potencial solar

A ENERCONS está pronta para realizar um estudo preliminar da viabilidade técnica, econômica e ambiental do empreendimento, determinando sua potência aproximada, dando a você uma ideia completa da viabilidade de sua instalação, comparando-o com outras fontes.

Estimaremos o investimento, a taxa interna de retorno e o tempo de “pay back”, segundo vários cenários de preços de venda ou de compra da energia, se a intenção for utilizá-la no sistema de “Geração Distribuída”.

Grandes e Médios consumidores – as vantagens da Geração Distribuída

Se a sua empresa tem na energia elétrica um de seus principais custos de produção, você pode ser um dos beneficiados por uma recente ( e ainda pouco conhecida ) Resolução da ANEEL que abriu a possibilidade de que placas solares serem integradas ao seu sistema elétrico, gerando energia sem pagar nada pela transmissão e distribuição.

Isso se chama “Geração Distribuída” e está chegando no Brasil só agora, existindo na Europa há mais de 30 anos. Por esse sistema revolucionário, ao consumidor passou a ser permitido ser também um gerador e assim, pode compensar a energia que consome com a energia que ele próprio produz em cima do seu telhado, ou em uma queda dágua a 700 km de distancia.

Se as placas solares ou a CGH não gerarem toda a energia que a empresa consumir, o consumidor paga só a diferença entre o que foi consumido e o que foi gerado.

Mas quando as placas solares ou a CGH gerarem a mais, a diferença positiva ficará “emprestada” para a concessionária distribuidora ( COPEL, ELECTRO, CEMIG ou LIGHT por exemplo) e durante 36 meses, o consumidor poderá usar esse “crédito” para deduzir da sua conta naquele local ou em qualquer outro, com o mesmo CNPJ.

A única exigência é que a CGH esteja situada dentro da área de concessão da empresa distribuidora local ( a Light, a CEMIG, a COPEL, a CPFL, a ELEKTRO, a CELESC, COELBA, RGE, etc)

É preciso saber que enquanto o fator de capacidade de uma CGH pode atingir até 100%, para as placas solares ele não passa dos 17% a 20%.

A ENERCONS trabalha com projetos de geração de energia renovável há 16 anos.

E pode ajudar você a encontrar a forma ideal de combinar a geração hidrelétrica com qualquer outra forma  de energia que você possa ter mais facilidade em gerar como a fotovoltaica, com a energia do biogás, das térmicas a biomassa, eólicas de pequeno porte, ect.

E também a tratar diretamente com sua concessionária para as tratativas técnicas e burocráticas necessárias.

Investidores

A geração de energia elétrica é uma necessidade constante devido ao aumento da demanda. Investir nesse setor é ter a garantia de retorno certo, com correção monetária pela inflação por um longo período.

A ENERCONS assessora você a encontrar as melhores oportunidades e locais mais adequados para realizar seu investimento, elaborando estudos e levantamentos de campo, cálculos de potenciais, analisando questões legais e regulatórias envolvidas em cada empreendimento e por fim, desenvolvendo seus projetos básicos e executivos. 

Usinas pelo Mundo

Atualmente algumas das maiores usinas são: Nevada Solar One em Nevada, Estados Unidos (capacidade de 64MW), Parque Fotovoltaico de Olmedilla em La Mancha, Espanha (capacidade de 60MW) e Parque Solar de Strasskirchen em Strasskirchen, Alemanha (capacidade de 54MW).

ENTRE EM CONTATO CONOSCO